terça-feira, junho 17, 2008

Bruno e Marrone - Você não me ensinou a te esquecer



E agora, que faço eu da vida sem você?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo
Buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo que você se retirou
E me atirou e me deixou aqui sozinho

14 Comments:

Blogger wind said...

Muito melodramática.lololol
Fizeste-me lembrar a minha mãe que adora este dueto:)
Beijocas

17/6/08 21:54  
Blogger Paulo said...

"E agora, que faço eu da vida sem você?"
É verdade Fatyly, a cada dia que passa que me faz mais falta...
E a amizade constroi-se, passo a passo...
Beijinho

17/6/08 21:59  
Blogger Fatyly said...

Wind
ui, ui dos tempos dos Brasis:) sertanejos puros e gosto de algumas canções:) porque Roberto Carlos será sempre o rei.

Uma beijoca

17/6/08 22:02  
Blogger Fatyly said...

Paulo
é isso mesmo tudo na vida é feito numa construção de passo-a-passo.

Um beijo rapaz

17/6/08 22:06  
Blogger Toze said...

Mal li o titulo comecei a rir, mas depois vi que me tinha enganado!!!

Li: Bruno Maricone

eheheheheheheheh

18/6/08 00:20  
Blogger Paula said...

A amizade é uma das coisas mais importantes da vida.
Quando alguém se vai, sentimos a falta!
Que fazer?... Que saudades!

Abraço

18/6/08 01:26  
Blogger xistosa - (josé torres) said...

A saudade, não o do nosso fado, mas a que se canta por todo o mundo.
Não conhecia.
Mas um belo dueto.

18/6/08 05:52  
Blogger Fatyly said...

Toze
Ai menos já te fiz rir "maricone"???? e a minha neta diz que quer ouvir o Bruno e o Macarrone (gargalhadas).São duas que dá mesmo vontade de dançar...e pulam e pulamos e depois queixo-me das pernas heheheh

Paula
é verdade o que dizes e eu perdi as melhores ou seja as da infância, mas as amizades são como as ondas do mar...vão e vêm com as marés.

Xistosa
é mesmo isso e esta dupla já a oiço há anos e anos. Quando estou com a telha refugio-me no trabalho (as minhas filhas dizem que eu limpo o que está limpo) ponho estes e outros e além de limpar danço com a vassoura ou aspirador...ohhhhhh telha que some logo.

Mas além da letra ser tão simples a entoação própria dos brasileiros, depois a mistura dos sons...adoro:)

Uma beijoca a todos

18/6/08 08:14  
Blogger Cadinho RoCo said...

Se não esqueço lembro. Se não lembro esqueço. Se fico em meio a isso tudo é porque vivo. Se vivo, lembro e esqueço do que a vida faz com o viver lembrado e esquecido em mim.
Cadinho RoCo

18/6/08 18:04  
Blogger peciscas said...

Romântica até dizer chega...
E o pessoal todo a cantar mostra que esta dupla acerta no alvo do sentimento...

18/6/08 18:15  
Blogger vero said...

Linda esta música!!!

Um beijo :)

18/6/08 21:21  
Blogger Fatyly said...

Cadinho
e tudo isso faz parte da vida:)

Peciscas
se há quem goste de música são os brasileiros e onde estiverem há festa:) e num concerto é arrepiante ouvir o público.
Nós temos um cadinho de vergonha heheheheh

Vero
é linda de facto:)

Beijocas

18/6/08 21:54  
Blogger PreDatado said...

"Oh que saudade do luar da minha terra
Lá na serra branquejando
Folhas secas pelo chão
Esse luar cá da cidade tão escuro
Não tem aquela saudade
Do luar lá do sertão"


Sabe minina, não sou muito de musica sertaneja não. Tou mais naquela de forró, sacou? Você tá ligada né?
Beijão
Tchau

19/6/08 16:08  
Blogger Fatyly said...

PreDatado
fizeste-me sorrir e tou ligada sim, vixe maria o siô sabe de forró?

Nascida em Angola, tendo vivido no Brasil e ser emigrante em Portugal (gargalhadas) é dose para baralhar os ritmos.

Beijão meu...inté:)

19/6/08 20:02  

Enviar um comentário

<< Home